Buscar

Guia para Grávidas

Para quem está grávida pela primeira vez, são muitas as dúvidas e as questões que surgem sobre cuidados com o corpo e com a alimentação.


As pernas inchadas são uma das queixas mais comuns, porque durante o período de gestação sofrem uma enorme pressão.


Á medida que a gravidez avança, o corpo começa a ter cada vez menos energia disponível e isso tem impacto no organismo causando dificuldades de digestão, insónias e o inchaço nas pernas.


A retenção de líquidos tem sempre uma componente genética, mas de qualquer forma é sempre preciso redobrar os cuidados. Normalmente, o inchaço das pernas agrava-se a partir das 30 semanas e nesta fase, não são aconselhados drenantes fortes que podem ser perigosos para o bebé e até mesmo provocar um parto prematuro.


Como podemos então melhorar este inchaço e garantir uma gravidez mais confortável e segura?


Diminuir:

Sal, Açúcar, Doces, Chocolate, Refrigerantes, Água com gás, Cafeína (em chás ou café), Caldos tipo knorr), molhos e enlatados;


Aumentar:

Pepino, Chuchu, Espargos verdes, Melancia, Beringela, Maçã, Uvas, Pêras, Erva-doce, Damasco, Melão, Ananás;


Chás:

Se o inchaço começar a ser frequente, beba de manhã um copo de chá de cebola:


Ingredientes: ¼ gomo de cebola e 200 ml de água;

Ferva a cebola sem casca durante 5 minutos. Beba ainda quente!


Chás que pode beber:

(2 chávenas dia)

Camomila, Cidreira, Erva doce, Tília;


Chás que não deve beber:

Boldo, Cavalinha, Calêndula, Verbena, Ginseng, Zimbro, Alcaçuz, Tomilho, Eucalipto, Pau de arco, Unha de gato, Castanha da índia, Aloe Vera, Arruda, Cardo Mariano, Uva ursine;


Enjoos

No primeiro trimestre os enjoos são normais e muito frequentes. Aqui ficam algumas técnicas para conseguir passar este momento de uma forma mais relaxada:


1. Beba líquidos da parte da tarde;

2. Coma de 2 em 2 horas;

3. Massage o seu pulso várias vezes por dia (conte 4 dedos desde a dobra do pulso e massage essa zona 5 minutos 6 x ao dia) pois é um ponto reflexo de acupunctura que alivia o enjoo. É bastante eficaz.

Se não melhorar entre em contacto para eu ver o seu caso em sessão.


Azia

A azia é uma sensação de ardor que vem do estômago e pode subir até à boca. Esta sensação aparece normalmente no último trimestre da gravidez devido a mudanças hormonais e físicas.

Neste caso, o aumento da progesterona relaxa a musculatura no útero e acaba por relaxar também a válvula entre o estômago e o esófago, permitindo a passagem de ácido.


O excesso de peso e a pressão exercida pelo bebé na barriga apertam o estômago, elevando o líquido para o esófago.


Para poder contrariar a azia deverá seguir os seguintes hábitos:

1. Faça várias refeições pequenas e leves;

2. Não deixe passar muito tempo sem comer, porque existe a possibilidade de acumular ácido no estômago e agravamento da azia;

3. Mastigue bem a comida;

4. Beba muita água;

5. Não beba refrigerantes nem nada com gás;

6. Não coma açúcares, gorduras e citrinos;

7. Não coma picantes;

8. Não beba café nem cafeína;

9. Consuma KUZU a seguir a cada refeição para acalmar a acidez no estômago - dilua 1 c. de sobremesa num copo com água e leve ao lume durante 3 minutos e beba como se fosse chá a seguir a cada refeição.


Insónia

A insónia na gravidez, especialmente no último trimestre, é muito frequente. Em primeiro lugar, o tamanho da barriga é super desconfortável e difícil de gerir e, em segundo lugar, as hormonas (progesterona) nesta fase estão com níveis muito elevados o que piora ainda mais a capacidade de entrada em sono profundo.


O chá de alface pode ser um ótimo auxílio no combate às insónias.

Ingredientes: 20 g de alface, Casca de 1 maçã e 500 ml de água;

Ferva os ingredientes durante 5 minutos e beba 3 chávenas a partir das 16h30 todos os dias.



Técnicas de relaxamento antes de dormir

Durante a gravidez não aconselho à toma de nenhum medicamento, nem ansiolítico.

As técnicas de relaxamento são uma ótima forma de ajudar no relaxamento e indução do sono pode fazer na sua cama antes de dormir.


1. Exercício calmante - 5 minutos antes de dormir todos os dias

Esta respiração tem a intenção de devolver o reflexo espontâneo do diafragma. É excelente para asmáticos e para pessoas excessivamente controladas, que gostariam de ser mais espontâneas e relaxadas.

Expire o mais lentamente que puder e deixe o ar entrar no seu ritmo espontâneo e natural. Se ao final da expiração ainda perceber algum ar inerte na parte baixa dos pulmões, acabe de exauri-lo sem pressa, antes de voltar a inspirar.


2. Exercicio relaxante - 5 minutos antes de dormir todos os dias


Deite-se confortavelmente com as mãos sobre o diafragma e inspire seis vezes. Deixe o ar descer para a parte baixa do pulmão, expandindo a barriga quando o ar entra e diminuindo quando o ar sai.

Em seguida, mais seis respirações. Coloque as mãos sobre as costelas e, após perceber que o ar chega na parte baixa da respiração, deixe que o ar se expanda no espaço entre as costelas, ampliando a respiração intervertebral.

Faça mais seis respirações. Agora inspire enchendo primeiramente a parte baixa do pulmão e em seguida deixe a respiração intercostal expandir-se e, por último, deixe o ar ocupar, sem esforço, a parte alta dos pulmões, enquanto levanta ligeiramente os ombros.

Na expiração, comece a esvaziar o pulmão primeiro pela parte baixa, depois, a região intercostal e, por último, a região alta do pulmão.


Hidratação do períneo e fortalecimento da vagina


Exercícios de Kegel (pavimento pélvico)

O objectivo dos exercícios é prevenir o prolapso uterino e a incontinência pós-parto. Deverá fazê-los 3 vezes por semana, no mínimo, no decorrer de toda a gravidez. A partir das 36 semanas faça todos os dias 2 x por dia. Com este tipo de exercícios poderá evitar na totalidade a incontinência pós-parto.

Como fazer?

Contraia a vagina e o ânus, como se tivesse a puxá-los para dentro e para cima. Mantenha a musculatura contraída o máximo que puder. Em seguida, vá relaxando, devagar. Ao voltar à posição inicial, empurre os músculos para fora e relaxe.


Hidratação do períneo e da vagina

Devem hidratar a mucosa do períneo e da vagina ao longo de toda a gravidez. A mucosa deve estar extremamente hidratada para ajudar a facilitar o parto normal e evitar lacerações.

Deve colocar óleo de côco na mucosa vaginal e no períneo todos os dias a seguir ao banho.

Esta hidratação não só facilita a recuperação do parto (mesmo de episiotomia) como também facilita as relações sexuais pós-parto.



Dores na zona baixa

Estas dores são perfeitamente naturais tendo em conta que o bebe está a ganhar espaço com a pressão que exerce. É importante clarificar que uma forma de contrariar esta dores são exercícios de alongamento diários da zona lombar e das pernas.


Melhorar e Reforçar a Imunidade

Para as grávidas deve ser melhorada a imunidade no dia a dia, recorrendo a alimentos frescos e frutas nutritivas.

Deixo aqui alguns exemplos:

Cogumelo shiitake, Castanha do Para, Cebola, Acerola (em pó), Camu Camu (em pó), Laranja, Limão, Kiwi, Vegetais verdes escuros, Batata doce, Abóbora, Framboesas.


Espero que este guia para grávidas ajude de alguma forma e alguma dúvida que tenham podem deixar aqui nos comentários ou enviar-me mensagem através das redes sociais.

Posts recentes

Ver tudo

Tiroide