Buscar

Fibromialgia

A fibromialgia afeta homens, mulheres e crianças, no entanto as mulheres são as mais afetadas.

Estima-se que cerca de 80% a 90% da população mundial afetada são mulheres entre os 20 e os 50 anos de idade.

Em Portugal, estima-se que existam cerca de 3,6% de casos mas que o número de casos ainda não diagnosticados pode ser impactante.


É urgente sensibilizar as pessoas para o estigma associado a quem sofre desta doença. Apesar de ser uma doença "invisível" se não for levada a sério pode trazer consequências sérias a nível psicológico. Infelizmente ainda existe muita falta de informação e de apoio, o que obriga os doentes a viverem sem diagnóstico ou então a lidarem sozinhos com a sua dor.

É sim possível melhorar a qualidade de vida e através de controlo terapêutico ensinar os próprios doentes a compreenderem e a lidarem com os seus sintomas.


O que é a Fibromialgia?

A fibromialgia é uma doença crónica caracterizada por dor músculo-esquelética generalizada e difusa mas também por pontos de dor que se concentram em regiões particulares e específicas do corpo, chamados "tender points": pescoço, ombros, região lombar, ancas, cotovelos e joelhos.

Estas dores variam a sua intensidade dependendo de vários fatores como a mudança de tempo, níveis de stress e ansiedade, falta de sono, questões hormonais entre outros.


Sintomas

A dor é o sintoma mais comum e é descrita como uma sensação de mal-estar em que podem, por vezes, ocorrer espasmos musculares.

Outros sintomas:


Fadiga;

Exaustão profunda;

Sono não reparador;

Insónias;

Rigidez Matinal;

Distúrbios cognitivos: memória, concentração, foco;

Depressão;

Ansiedade;

Dor mamária;

Dores de cabeça;

Dores nos maxilares e na face;

Tonturas;

Sensação de formigueiro nos membros superiores;

Aumento de peso;

Alterações intestinais;

Alguns pacientes com fibromialgia também podem desenvolver a síndrome do intestino irritável (SII).


Causas


Não se conhecem, ao exacto, as causas que estão na origem desta doença mas sabe-se que são diversos os fatores que podem contribuir para se desenvolver fibromialgia, nomeadamente algumas doenças imunológicas e endocrinológicas e também a desregulação de determinadas substâncias do sistema nervoso central.

Existe muita sobreposição entre a fibromialgia e outras doenças como artrite reumatóide, síndrome de fadiga crónica e com o lúpus sistémico eritematoso.


Alguma evidência tem vindo à luz em que poderá existir uma inflamação no cérebro-

neuroinflamação - , ou seja, uma inflamação específica do sistema nervoso (cérebro e medula espinhal) que está presente numa variedade de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer, a Esclerose Múltipla e o Excesso de Stress.

Alguns estudos demonstram a presença de neuroinflamação em pacientes com fibromialgia ou seja que possuíam níveis elevados de algumas substâncias de inflamação no líquido cérebro-espinhal.


Diagnóstico Diferencial

Não existem exames laboratoriais, radiológicos ou outros que confirmem ou excluam a presença da Fibromialgia. O seu diagnóstico é realizado após exames para descartar a possibilidade de outras patologias com sintomatologia idêntica e perante o quadro clinico do paciente na avaliação presencial.


Análises possíveis que o seu médico irá prescrever para poder despistar e chegar ao diagnóstico:


- Hipotiroidismo - TSH, T3, T4, TPO, TG, TRAB

- Artrite Reumatóide

- Lúpus

- Escleorose Múltipla

- Miosite

- Polimiolgia Reumática

- Adenoma na Paratiroide

... e outros


Melhorar a qualidade de vida em doentes com Fibromialgia


Técnicas Auxiliares da libertação da dor e do alívio de sintomas


Massagem Terapêutica Específica para Fibromialgia

A fáscia é um sistema sensível e ligado de todo o organismo, liga o corpo como uma malha que conecta todos os orgãos, é um componente base do sistema músculo-esquelético e deve ser visto como um grande aliado nesta patologia.

A massagem terapêutica para um paciente de fibromialgia deve ter em consideração este sistema de forma a que o toque seja suave, tonificante com técnicas muito bem toleradas por pacientes com fibromialgia.


Prática de Exercício Físico

A prática de atividade física é uma das estratégias mais eficazes para controlar os sintomas típicos da fibromialgia como síndrome.

Pode melhorar o sono, a fadiga e a dor, ajudando a libertar serotonina e dopamina no sistema (neurotransmissores que ajudam em muito o padrão desta doença):

Pilates, Yoga, Caminhada, Corrida, Natação, Dança (...);


Cápsulas de Flutuação de Água Salgada


Acupuntura

A acupuntura pode ser uma excelente técnica alternativa para pacientes que sofrem desta doença. As agulhas são colocadas em pontos estratégicos para permitirem o alívio das dores, reduzir a ansiedade, melhorar o humor e o sono e assim permitirem ao paciente relaxar durante a sessão. A médio, longo prazo os resultados podem ser incríveis.



Hábitos Alimentares

É sempre necessário fazer uma avaliação clínica individualizada para percebermos qual a intervenção mais adequada nos hábitos alimentares.

Manter uma dieta equilibrada e saudável ajuda a controlar os sintomas e eleva a sensação de bem-estar. De uma forma geral, em todas as refeições devem estar incluídos alimentos frescos, de origem vegetal ricos em componentes bioativos, vitaminas, minerais e fontes de gordura insaturadas ou ômega 3.


Alimentos que deve evitar:

Açúcar, Alimentos com glúten, Alimentos processados, Alimentos que contenham Teína, Álcool, Café, Charcutaria, Carnes Vermelhas, Farinhas Refinadas, Lacticínios, Todo o tipo de Pastelaria(...);



Suplementação

Se tomar alguma medicação química procure ajuda de um profissional de saúde para ajudar na suplementação.


5-HTP

100 a 200mg por dia

(caso esteja a tomar algum anti-depressivo, é contra-indicado)

https://www.tmchealth.org/product-page/5-htp


Acetyl L-Carnitine

1g por dia


Ácido Alfa-Lipoico

250mg dia


Clorela em pó

1 colher de sopa por dia misturada em sumos ou em batidos


Gaba

1g dia

(caso esteja a tomar Gabapentina, é contra-indicado)

https://www.tmchealth.org/product-page/gaba


Melatonina

https://www.tmchealth.org/product-page/melatonina-plus


Magnesium

800mg dia


Panax ginseng

1 g por dia


*por favor não tome os suplementos todos ao mesmo tempo, deve procurar ajuda de especialistas nesta toma.




Deixamos aqui alguns artigos de evidência científica que podem ajudar a compreender melhor esta doença:


https://www.news-medical.net/health/Brain-Inflammation-in-Patients-with-Fibromyalgia.aspx


https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33556139/


https://www.jwatch.org/na48369/2019/01/24/evidence-neuroinflammation-fibromyalgia



Lembre-se que todos os organismos são diferentes, por isso a melhor solução será sempre marcar uma consulta para garantir um acompanhamento especializado e adequado.

Na Clínica Tâmara Castelo, esperamos por si.

#oconsultoriodatamara


1,475 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo