Buscar

Dicas para diminuir a TPM


O estrogénio — uma hormona sexual feminina produzida pelos ovários — é libertada no organismo no início da menstruação e atinge o seu pico máximo na ovulação.

É responsável pelo brilho da pele, tamanho dos seios, pela distribuição da gordura corporal, pela proteção das células nervosas e também pela preparação do útero para a reprodução. É uma hormona fundamental na TPM.

A concentração baixa de estrogénio, nos dias que antecedem a menstruação, tem um impacto grande em todos os sintomas emocionais, já que essa hormona está relacionada com a produção de serotonina.


Quanto menos estrogénio, menos serotonina.


A progesterona - também uma hormona feminina - é produzida a partir da ovulação com a ajuda do corpo lúteo.

Tem como principal função preparar o interior do útero para receber o óvulo fecundado, mas não é a sua única função. A progesterona atua como um ansiolítico natural, aumenta a capacidade do cérebro de regular o sistema nervoso e diminuir sintomas como a ansiedade, a irritabilidade e o stress.


Como viver melhor com a TPM


Quando uma mulher está com TPM, a forma como sente e se vê não é a mesma.

O modo de reagir altera-se e até o tom de voz fica diferente. O corpo não está igual, sente-se muitas vezes mais inchada e gorda, às vezes com dores, a descansar pouco e irritável- o que não é de todo um quadro agradável.


Vamos relativizar? Exprimente!

• Não se leve muito a sério e nem leve tudo a peito;

• Seja paciente consigo e com o seu corpo;

• Adie conversas sérias e decisões importantes, porque claramente não é a melhor altura para ser focada e ponderada;

• Descanse mais neste período do mês porque o organismo está a preparar-se para libertar sangue menstrual e consome muita energia;


Como em quase tudo nesta vida existe luz ao fundo do túnel para mulheres que sofrem de TPM e mais uma vez, a alimentação é a base de tudo:


Falo-vos sempre na importância da alimentação na regulação e equilíbrio orgânico e como é que pode ser utilizada para poder trazer menos desconforto á nossa vida. Com a TPM não é diferente e como sempre é melhor começar com alterações na alimentação.

Em clínica, a primeira alteração que costumo fazer é a introdução dos seguintes alimentos na dieta regular da mulher:

• Repolho, couves-de-bruxelas, brócolos, couve-flor (500 g por semana)

• Sementes cruas: girassol, linhaça, abóbora, sésamo e gergelim (1 colher de sopa por dia)

• Grão-de-bico, lentilhas e feijão (1 colher de sopa por dia)

• Manteiga de amendoim (2 colheres de sopa por semana-— não abuse!)

• Gema de ovo (2 por semana)

• Água (2 litros por dia)

• Bananas (5 bem maduras por semana)


Estes alimentos ajudam a regularizar os níveis de estrogénio e a diminuir os sintomas da TPM.


Lembre-se que todos os organismos são diferentes, por isso a melhor solução será sempre marcar uma consulta para garantir um acompanhamento especializado e adequado.

Na Clínica Tâmara Castelo, esperamos por si.

#oconsultoriodatamara

977 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo